Blog

21/03/2017

Entenda os diferentes tipos de pisada e os cuidados na hora da corrida

Dicas BHRace, Lesão

Os pés têm um papel importantíssimo no dia a dia de qualquer pessoa. E não é para menos, ele é o ponto de ligação entre o corpo e a terra, promovendo o deslocamento das pessoas.

O que poucas sabem é que existem diferentes tipos de pisada, influenciando esse contato de formas diferentes. Para entender mais sobre o assunto e ver como as elas podem influenciar na hora de correr, não deixe de ler a postagem de hoje.

Pisada pronada

A pisada pronada é a mais comum delas e sua característica é o pé fazer uma rotação excessiva para dentro durante a passada. Para entender melhor, pense que ele faz contato com o chão do lado interno do calcanhar e, em seguida, finaliza na região do dedão.

Pode ser que você se assuste, mas 50% da população mundial têm esse tipo de pisada, atingindo principalmente as mulheres. Para lidar com a pronação é importante fazer musculação e adquirir um bom tênis com amortecimento adequado e boa estabilidade.

Pisada neutra

A pisada neutra também é bem comum. Nesse caso, a parte externa do calcanhar é a primeira a encontrar o chão, com o pé rotacionando um pouco para dentro, seguindo toda a parte frontal do pé. Mais ou menos 45% da população do mundo têm esse tipo de pisada.

Como a maioria dos modelos de tênis são para pisada neutra, a escolha de um calçado não é difícil e um amortecimento leve já é suficiente dependendo do peso do corredor.

Pisada supinada

Já na pisada supinada, o pé toca o solo com a parte externa do calcanhar e, nesse caso, o dedo mindinho é muito usado para se impulsionar. A passada de pé começa no calcanhar, e mantem o contato com o solo sempre do lado externo, finalizando no dedinho.

Esse modelo é tão incomum que apenas 5% da população mundial têm esse tipo de pisada. Como essas pessoas têm o pé mais rígido, devem tomar um cuidado maior com o tênis ou tipo de calçado, investindo em amortecimento e controle de estabilidade sempre.

Ajuda de um profissional

A melhor forma de preservar o seu pé e prevenir lesões é descobrir o seu tipo de pisada através de uma análise de marcha. Assim você consegue atuar de forma direta e orientada por um ortopedista ou fisioterapeuta especializado, usando o tênis correto e preservando os vícios de postura e desgastes em áreas como os tornozelos e joelhos.

Pense que apoiar todo o peso do seu corpo em apenas um ponto do pé pode mesmo ser muito desgastante. O ideal é que ele seja distribuído, pois assim é possível evitar as mais diversas lesões, desde um perfil mais superficial (como calos e bolhas), ou algo mais elaborado (como fraturas por estresse).

O tênis ideal para corrida

Como você deve imaginar, a prática de corrida exige cuidados especiais. Até mesmo porque, quando você corre, seu pé pode receber um impacto até 8 vezes superior que seu peso corporal (e o corpo absorve cada uma dessas passadas).

Para preservar o seu pé, é muito importante fazer reforço muscular! São nossos músculos os principais responsáveis em absorver o impacto da corrida.

Claro que escolher o tênis correto é muito importante, mas nunca deixe de fortalecer sua musculatura.

Não importa se você é um atleta ou apenas um amante de corrida, o relevante mesmo é preservar o seu corpo e contar com a ajuda da tecnologia para melhorar os impactos.

Depois de ler essa postagem, você já conhece os tipos de pisada e os cuidados que você deve adotar na hora da corrida. Não deixe de coloca-los em prática e cuidar de si. Se você ficou com alguma dúvida ou ainda gostaria de ter alguma informação adicional sobre o assunto, comente no espaço abaixo!

Deixe seu email e receba nossa news