Blog

27/11/2009

Lesões em corredores

Coluna do treinador

Muitos são os fatores que provocam lesões em corredores: aumento de volume inadequadamente, repouso insuficiente, velocidade incompatível com a condição física atual, acidentes, entre outros.

Nenhum atleta gosta de se lesionar e se sente injustiçado por ter se machucado, muitas vezes exatamente naquele momento em que estava se sentindo tão bem! Mas precisamos entender a importância da dor e enxergá-la como nossa “aliada”!

Uma lesão é apenas um sinal de que as coisas não devem continuar como estão e que alguma medida deve ser tomada. Na maioria dos casos, o primeiro pensamento de um atleta machucado é a NEGAÇÃO. Ele procura justificar a sua dor de todas as formas possíveis para tentar se convencer de que aquilo não é nada muito grave. Naturalmente não comenta nada com seu treinador e continua treinando. Não quero dizer que devemos nos preocupar com qualquer incômodo e deixar de treinar imediatamente, mas é muito importante observar onde é a dor, se ela é persistente e informar seu treinador o mais rápido possível!

A grande questão é que na corrida os movimentos são repetitivos, e muitas vezes uma dor no joelho esquerdo pode acarretar uma compensação no joelho ou quadril direito e causar uma lesão ainda mais grave. Justamente por isso, uma boa dica é observar se a dor está presente nos dois lados do corpo! Dores bilaterais são menos preocupantes que as unilaterais por (teoricamente) não provocarem compensações.

Ao tentar identificar onde é a lesão, na maioria das vezes levantamos 3 hipóteses: músculos, ossos ou tendões.

Quando se trata de lesões musculares, de uma forma geral a recuperação costuma ser rápida e simples, em muitos casos apenas o repouso pode resolver.

Já quando identificamos que a dor está em um dos nossos tendões (início ou fim das fibras musculares que se inserem nos ossos), muito cuidado! Se não diagnosticada o quanto antes a causa da lesão, ela pode se tornar crônica, cada vez mais incômoda e de difícil tratamento.

Lesões ósseas são as mais preocupantes, pois podem significar um desgaste excessivo no osso, uma fratura por estresse, entre outros, que a longo prazo podem comprometer capacidades básicas do dia-a-dia do atleta, como se locomover adequadamente por algum tempo.

Independente de qualquer coisa, não hesite: comente com seu treinador todas as dores sentidas durante ou após os treinos e, se for o caso, procure um médico competente.

Quanto antes diagnosticada a lesão, maior a velocidade de recuperação e, é claro, menos tempo de “molho”.

Forte abraço a todos e bons treinos!

Compartilhe:

Receber comentários por email
Avise-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Annette Loures
Annette Loures
10 anos atrás

Iuri,
Se hoje continuo correndo, depois de tantas lesões, é porque vc insistiu naquilo que eu não queria enxergar. A necessidade de correr mais devagar!! Vc me fez acreditar, que até as lesões, tão temidas e odiadas , poderiam me trazer benefícios. COMO AMADURECI!! Ficou claro para mim a necessidade urgente de mudanças. Diminuição de volume e intensidade. Ficou claro o significado da palavra MODERAÇÃO. O significado das palavras RETORNO e PERSISTÊNCIA! Muito obrigada pela amizade e carinho sempre! Um enorme abraço a você !

Iuri Lage
Iuri Lage
10 anos atrás
Reply to  Annette Loures

Olá Annette,
muito obrigado pelas palavras…
Você que faz por merecer!

Forte abraço

Leticia Martini
Leticia Martini
10 anos atrás

Oi Iuri, boa mesmo sua dica. Muitos atletas preferem ignorar as dores e continuar os treinamentos, o que pode agravar uma lesão que está começando. Infelizmente eu já sofri muito com dores e lesões. Já tive fasceíte plantar, periostites, sindromes compartimentais, e fraturas por stress. Aí vai uma dica de quem já teve periostite por 2 anos e já estava quase desistindo de correr. Uma palmilha ortopédica desenvolvida por um fisioterapeuta especializado pode resolver a questão. No meu caso resolveu. Agora só sinto dores se aumentar muito os treinos, aí diminuo na hora, pois o bom mesmo não é correr… Read more »

Iuri Lage
Iuri Lage
10 anos atrás

É isso Letícia!
Obrigado por dividir sua experiência.

Forte abraço

Roberta Schmitt
Roberta Schmitt
10 anos atrás

Iuri… eu tenho passado por isso agora, acredito que como descobri que é tao gostoso correr, superar os meus limites foi sendo tao prazeroso que acabei esquecendo do meu tempo… Mas…
agora vou tratar e ano que vem volto com força total!!! DEVAGAR E SEMPRE!!!! 🙂 Rumo a volta da Pampulha…

Iuri Lage
Iuri Lage
10 anos atrás

Sem dúvida Robertinha!
Ano que vem, te vejo na Volta da Lagoa…
Abraço

Vamos Treinar?

Conheça o treinamento online BHRace. Corra onde e quando quiser, com orientação profissional.