Blog

25/10/2013

RITMO DE PROVA

Coluna do treinador

Uma boa pergunta para se fazer na véspera de uma corrida é: “Qual será meu ritmo de prova?”

Antes de qualquer resposta é importante entender que a velocidade ideal em competições está relacionada a diversos fatores como: Condições do percurso ,clima, alimentação, motivação, condição física, hidratação, economia de energia, entre outros.

Uma vez minimizadas essas variáveis seguem algumas dicas para você identificar seu tão sonhado ritmo ideal de prova:

Dica 1 – Se conheça melhor

Corra alguns treinos longos em velocidade confortável e sem relógio. Verifique o tempo no final e calcule o ritmo por km que você realizou. Isso irá fazer com que você se conheça melhor e desenvolva controle sobre sua condição física durante a corrida.

Dica 2 – Desenvolva seu metrônomo interno

Faça duas vezes por mês Treino de Ritmo onde você define o tempo por km e com ajuda do relógio tenta fazer exatamente o ritmo estipulado independente do relevo durante o percurso. Treinos de ritmo devem ter no máximo 50% do volume do longo da semana e deve ser realizado em velocidade moderada. Exemplo: Se o atleta vai correr 20km no final de semana seu Treino de Ritmo não deve passar dos 10km.

Dica 3 – Conheça seus limites

A duas semana da prova sugiro que faça um treino Tempo Run onde o atleta corre na maior velocidade possível 1/3 do percurso da prova foco. Por exemplo: A Volta da Pampulha tem 18km, o treino Tempo Run seria de 6km há 15 dias da corrida. Esse tipo de treino é extremamente exaustivo porém ajuda identificar seu limite e saber até onde você pode se arriscar. Atenção para não se machucar!

Dica 4 – Se liga na respiração

A corrida não pode te deixar totalmente ofegante nem confortável demais. O ideal é que você identifique exatamente a intensidade onde sua respiração deixa de ser natural, pois nesse momento a velocidade estará próxima da ideal em dias de prova.

Dica 5 – Mantenha o equilíbrio

Equilibre seus treinos evitando grandes variações de ritmo. A sugestão é: Definiu a velocidade de treino tente mantê-la regular até o final. Obviamente essa dica não vale para treinos fartlek onde a variação de velocidade é obrigatória.

Vale ressaltar que essas dicas são baseadas em minha experiência com treinamento e não devem ser utilizadas para todo tipo de corredor.

O melhor é sempre conversar com seu treinador e desenvolver estratégias para chegar consciente do que pode ser feito no dia da corrida.

Assinatura Iuri

Compartilhe:

Receber comentários por email
Avise-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
ANNETTE LOURES
ANNETTE LOURES
8 anos atrás

Sabe, Iuri, acho que preciso correr um pouco sem relógio. Nunca sei o ritmo que estou correndo; mesmo porque meu ritmo varia demais durante o treino. O Ipod também atrapalha . Já me surpreendi várias vezes seguindo o ritmo da música. Vou retirar o Ipod por uns tempos e prestar mais atenção no ritmo. Obrigada! Valeu! Abraço !

walton Loregian
8 anos atrás

Eu preciso treinar mais pra melhorar o condicionamento primeiro para depois treinar meu ritmo de provas mesmo assim valeu pelas dicas. Informação nunca é demais.

Vamos Treinar?

Conheça o treinamento online BHRace. Corra onde e quando quiser, com orientação profissional.