Blog

28/09/2016

A importância do sono para os corredores

Coluna do treinador, Maratona

Investigações científicas mostram cada vez mais que noites profundas de descanso podem ser excelentes para o desempenho esportivo, hoje, muitos atletas mudam suas rotinas para ter esses benefícios.

Porque isso ocorre

Então, o sono não é um processo uniforme. Existem cinco fases bem determinadas no sono:

Entre a primeira e a terceira fase ocorre um relaxamento corporal onde há uma diminuição da tensão muscular, da temperatura corporal, da frequência cardíaca e da frequência ventilatória.

Durante a quarta fase o organismo produz mais hormônio do crescimento (GH) e testosterona, que são hormônios anabólicos, auxiliando o desenvolvimento e recuperação muscular.

Na quinta fase do sono, as informações processadas pelo cérebro durante o dia, são fixadas na memória, como por exemplo, um exercício técnico de corrida que proporcionou o aprendizado de um novo movimento no treino.

Quem não tem uma noite adequada, não atinge os últimos estágios do sono, ou quando atinge, não permanece tempo suficiente e como consequência podemos ter uma perda no desempenho esportivo.

Estudos mostram que com apenas uma semana de sono ruim, os músculos podem envelhecer o equivalente a dez anos.

Não existe um padrão de quanto cada um deve dormir, isto é individual.

Existem pessoas que precisam de 12 horas para atingir os últimos estágios do sono e ter um sono ótimo, enquanto outras não precisam de 7.

O importante é atingir esses estágios e utilizar disto para melhorar o seu desempenho, não só nos esportes.

O sono deve ser compreendido de maneira tão importante quanto o treino e que um não é nada sem o outro.

 

Compartilhe:

Deixe um comentário

avatar
  Receber comentários por email  
Avise-me de

Vamos Treinar?

Conheça o treinamento online BHRace. Corra onde e quando quiser, com orientação profissional.