Blog

07/10/2014

Perfil BHRace –Esmeire Cruz

Outros

Nome completo: Esmeire Cruz de Matos

 

Idade: 56

 

Profissão: Servidora Pública (bióloga)

 

Marca de tênis que você usa: atualmente Brooks e New Balance

 

Marca de relógio que você usa: Garmin

 

Quantos quilômetros você treina por semana em média?

É variável depende para o que está se preparando e a proximidade do evento.

Como fiquei parada por vários meses decorrente de uma lesão no joelho estou reaprendendo a correr, tudo muito lento e conquistando cada Km por treino.

 

Treinador?

Victor Fahel e supervisão linha dura do Luís Bittar.

 

Há quanto tempo você treina na BH RACE?

Desde junho de 2010.

 

Além da corrida você pratica outro esporte?

Atualmente só musculação e de vez em quando umas caminhadas punks pela Serra do Cipó.

 

Quantas maratonas você já participou?

Sete

 

O que a corrida representa para você?

Além da minha família a corrida é tudo.

Parece estranho dizer isto, mas a corrida direciona minha forma de viver, esta incorporada no meu jeito de ser, de encarar a vida e os desafios a que sou submetida.

Não consigo pensar em mim sem ter a corrida como um dos componentes a dedicar.

 

O que te motiva a treinar?

Meu bem estar, momento em que o mundo para de girar e os problemas e cansaço desaparece. Oportunidade de encontrar e conhecer pessoas, dar um sorriso, um bom dia ou noite e até mesmo incentivar quem ainda não descobriu os benefícios de correr.

E não poderia deixar de dizer que as provas principalmente, em lugares desconhecidos e interessantes.

 

Qual seu melhor tempo nas seguintes distâncias:

5 km

10 km

21 km

42 km

 

Ficarei devendo exatidão nestas respostas porque não sou o tipo de pessoa que mantém planilhas com todas as provas e tempo realizadas.

Anoto nas agendas, mas depois acabo descartando-as. O que sei é que nunca corri 5 km ou 10 km já perdi as contas e já subi no pódio com segundo lugar, fui pódio primeiro lugar em 12,8km no Circuito das Águas em Lagoa Santa, nos 21km fiquei entre os TOP300 do Circuito Athenas e nos 42km consegui minha qualificação para Boston Marathon em Curitiba com 4:00:29 à custa de muita câimbra mais com uma vontade e determinação louca pra conseguir vencer aquelas subidas que não acabavam nunca.

 

De onde veio à ideia de correr a Maratona de Boston?

Quando decidi partir para maratona a primeira idéia foi Boston porque parte da minha família vive em Somerville próximo a Boston e queria visitá-los.

Mais quanta ignorância, não sabia que era necessária qualificação, daí comecei fazer outras maratonas até obter o tempo necessário que só obtive na 4° maratona.

A vontade de fazer Boston foi intensificada quando tomei conhecimento de que era a maratona mais antiga do mundo e que inicialmente mulheres eram proibidas de fazê-la.

 

Quanto tempo durou sua preparação para essa prova?

A preparação para a maratona de Boston foi meio tempestiva porque muitos fatos ocorreram. Após a maratona de Berlim em Setembro tive uma pausa para recuperar com treinos mais leves.

Em janeiro comecei a treinar tendo em vista que a de Boston seria em 21 de abril. Logo fiquei sabendo que deveria fazer uma cirurgia em março e ficar um mês de repouso, portanto, minha preparação deveria finalizar com treino longo de 36 km no dia 08 de março, o que não ocorreu porque lesionei o joelho antes da data.

Resumindo treinei muito pouco e fui para a prova com tendinopatia no joelho e conclui com muita dificuldade. Para as demais maratonas treinava entre 3 a 4 meses.

 

Quais foram às principais dificuldades que você encontrou em Boston?

A primeira delas era emocional pela incerteza do quanto eu daria conta de correr, uma vez que as sessões de fisioterapia foram insuficientes.

Eu já sabia que entre as maratonas é considerado o percurso mais difícil, pegando área rural e estradas. Foram sete cidades até Boston.

A largada em Hopkinton já é numa subidinha e daí até a chegada só sobe e desce com plano somente nos últimos metros.

Mas é uma maratona que todos deveriam fazer porque a organização é impecável, a participação popular é inacreditável e emocionante, o que me ajudou a vencer.

 

Qual sua estratégia para vencer o cansaço mental de uma maratona?

Acho o cansaço físico maior que o mental. Quando se começa a treinar para uma maratona a primeira coisa que se pensa é no preparo físico, mas uma coisa não é dissociada da outra.

Na medida em que aumenta a quilometragem dos longões é necessária uma preparação psicológica anterior, daí quando começa o treino a gente tem certeza que o “casamento” deu certo cabeça e corpo vão junto.

No momento da prova fico muito focada tipo vejo mais não enxergo, gosto de ouvir rock para distrair, elejo um corredor ou corredora com pace parecido como referência para eu seguir e se ultrapasso elejo outros e assim vou driblando os kms que faltam.

Duro mesmo é quando sentimos o sinal da câimbra aí não tem preparação mental nenhuma pra se agarrar, o negócio é caminhar arrastando os pés e, quando passa corre de novo.

É muito sofrimento e desejo de chegar.

 

Qual será seu próximo desafio?

Põe desafio nisso. Maratona no Deserto do Atacama (Chile) no dia 07 de dezembro mesmo dia da volta da Pampulha.

Se para uma maratona temos que estar 100% ótimos nesta o percentual vai, além disto. O dozinha de mim que estou lutando para conquistar km por km.

Mas não desisto porque sei que é uma prova para os fortes, fracos ficam em casa assistindo TV e isto eu não quero para minha vida.

 

Qual recado você daria para as mulheres quem querem correr uma maratona?

Independente do sexo faça porque é uma sensação inexplicável, incomparável e inenarrável.

Quando digo faça, está embutida na afirmativa de ser responsável com todo preparo e logística necessários.

Escolham um percurso plano e onde a população participa do evento porque o incentivo é fundamental principalmente nos últimos kms.

 

Qual recado você daria para os atletas da BH RACE que te considera um exemplo?

Brincadeira eu ser exemplo, só quero ser incentivadora principalmente da minha filhota. Sou apenas determinada porque faço o que gosto e me dá prazer.

Correr por obrigação ou porque visa apenas perder peso não deve ser motivo para tal pratica, porque existem outras formas de obter este resultado.

Saia de casa ou do trabalho pensando que terá oportunidade de fazer o que muitos gostariam mais que ainda não despertaram para os benefícios da corrida.

Sejam alegres, companheiros, otimistas e se deleitem com cada conquista obtida num treino e vamos que vamos porque maratonas pelo mundo existem aos montes e estou sempre à procura de companhias.

Descobri que ser maratonista é o melhor.

 

esmeire5

esmeire2
esmeire4
esmerie

 

Compartilhe:

Receber comentários por email
Avise-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Leticia
Leticia
7 anos atrás

Esmeire você é exemplo de determinação e alegria de viver! Te conhecer foi das melhores coisas que a corrida trouxe pra mim. Estocolmo, Berlin, Atacama é só o começo, vamos conquistar o mundo até chegarmos na categoria 80+!
Deus te abençoe e te proteja Flor do Dia!

luciana
luciana
7 anos atrás

Lindo o perfil da Esmeire. Acho que retratou bem a sua paixão pela corrida e que faz dela uma pessoa motivante e alegre durante os treinos. Parabéns pela força Esmeire, realmente maratona é para os fortes!!!

Francisco Ottoni
7 anos atrás

Legal demais, Esmeire. Boa sorte no Atacama!

ANNETTE LOURES
ANNETTE LOURES
7 anos atrás

Minha querida amiga, foi com enorme alegria que li seu perfil motivador . Vc é exemplo de boa amiga, leal, alegre demais e corredora de imensa garra e dedicação. Tenho uma admiração enorme por vc!!! Que Deus te acompanhe em todos os momento e corridas. Que sua vida possa sempre transbordar de alegria!!!! Um beijo enorme!!!!

Vamos Treinar?

Conheça o treinamento online BHRace. Corra onde e quando quiser, com orientação profissional.