Blog

05/08/2010

INDICADORES DA PERDA DE MASSA MAGRA

Nutrição

Perder massa muscular é tudo que um atleta não quer. Embora a diminuição da massa muscular aconteça naturalmente à medida que envelhecemos, a atividade física bem planejada pode retardar este efeito. E mais que isto, a atividade física contribui no ganho muscular e pode até prevenir a diminuição da massa óssea.

Os atletas precisam de um cuidado especial com a alimentação para que a massa magra não seja mobilizada para o fornecimento de energia durante a atividade física. Sem um devido cuidado, o atleta corre o risco de não ganhar ou até perder a tão sonhada massa muscular.

Quem tem o objetivo de ganhar massa magra deve ser constantemente avaliado. O intervalo entre as avaliações não deve ser longo para que, eventuais perdas musculares sejam brevemente percebidas e para que seja possível uma intervenção rápida a fim de evitar este transtorno.

A análise da composição corporal deve ser feita por meio da antropometria, avaliação que mensura o peso corporal, as circunferências ou perímetros e as dobras cutâneas, para determinação do percentual de gordura. A bioimpedância, realizada por profissionais de nutrição e educadores físicos, também pode ser útil, já que permite a separação da gordura, da massa muscular e da água corporal.

A avaliação bioquímica também é importante para avaliar a massa magra, especialmente quando o atleta vem perdendo peso. Dentre os principais exames que podem ser feitos estão as dosagens de uréia, creatinina e albumina. Estas avaliações podem ser feitas em um simples exame de sangue.

Muito importante também é a avaliação clínica, na qual o profissional que acompanha o atleta realiza a apalpação e a observação de todo o corpo. A perda de massa muscular muitas vezes é acompanhada de flacidez, que, se presente, indica sinal de alerta!

A perda de massa magra muitas vezes se manifesta também por debilidade imune, o que deixa o atleta mais propenso a infecções. Alguns atletas relatam um odor semelhante ao de amônia no suor, que também pode indicar catabolismo de proteínas durante o exercício. Vale lembrar que este odor também pode ser fruto do excesso de proteína, especialmente na refeição realizada antes da atividade física.

O baixo desempenho do atleta durante o treino também pode contribuir para o diagnóstico de perda de massa muscular, pois significa que o atleta pode estar mobilizando proteína muscular durante a atividade, ocasionando em uma fadiga antes do esperado.

Se o atleta está reduzindo o peso corporal, é importante que seja feita uma avaliação para detectar qual tecido está sendo mobilizado, se é adiposo ou muscular, pois nem sempre a perda de peso significa redução do percentual de gordura.

Por isso que é essencial que o atleta faça periodicamente uma avaliação física completa e mantenha uma alimentação balanceada, ficando atento às refeições antes, durante e após o treino, pois ela é determinante tanto para evitar a utilização de proteína como fonte de energia quanto para favorecer o ganho de massa muscular.

Carolina Duarte e Mariana Braga

Nutricionistas responsáveis pelos atletas da BH RACE

Compartilhe:

Receber comentários por email
Avise-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Annette Loures
Annette Loures
10 anos atrás

Parabéns Carol e Mariana, EXCELENTE ARTIGO!!
Tema importantíssimo para todos nós atletas.
Texto repleto de novidades e informações relevantes.
Muitíssimo obrigada!
Abraços Annette

Carolina Duarte
Carolina Duarte
10 anos atrás

Muito obrigada pelos elogios Annette! Você é sempre muito atenciosa!

Abraços,
Carol.

iona
iona
9 anos atrás

minha mãe tem 60anos e começou no ano de 2010 a perder muito peso,fizemos VARIOS exames de sangue e urina o que não foi detectado nenhum tipo de doença o médico diz que ela esta sadia ,só que a mesma entrou num processo de baixa estima e depressão por não aceitar a magressa ,tenho uma loja de produtos naturais e gostaria de saber como posso ajuda-la,já fazem 8 meses que ela vem numa crescente perda de massa magra.

Blog BH Race
Blog BH Race
9 anos atrás

Prezada Iona, Para ajudá-la, primeiramente precisamos tentar entender o que aconteceu com sua mãe. Vários fatores podem causar ou agravar uma perda de peso involuntária, como é o caso dela. A dieta é um fator importantíssimo a ser avaliado. Mesmo comendo uma quantidade que possa aparentar ser suficiente de alimentos, podemos ter uma deficiência de um nutriente específico, como uma vitamina por exemplo, o que dificultaria o ganho de peso. Várias deficiências nutricionais muitas vezes não são detectados em exames rotineiros de sangue ou urina, mas podem ser melhor avaliadas por um nutricionista. A idade é um fator relacionado à… Read more »

Vamos Treinar?

Conheça o treinamento online BHRace. Corra onde e quando quiser, com orientação profissional.