Blog

13/10/2009

Diário de Treino – Correndo com o Fartlek

Sem categoria

diário de treino

Belo Horizonte, 28 de Agosto de 2009.

Querida Treinadora,

Hoje meu treino foi um sucesso!

De manhã cedinho, assim que meu alarme tocou, senti aquele friozinho junto com a vontade de ficar enrolada no edredon, mas resolvi sair da cama. Primeira vitória do dia! Lembrei que hoje é sexta-feira, abri logo um sorriso e sentei em frente ao meu armário para escolher minha roupa mais bonita de corrida – quem disse que as pistas não são também passarelas de moda?! Tomei o meu café, peguei o iPod e fui saindo de casa.

Minha planinha sempre me diz para aquecer dez minutos em ritmo leve. No entanto, para minha surpresa, meu treino de hoje parecia mais leve do que o próprio aquecimento. Não levou muito tempo para que notasse o erro na elaboração da planilha… Na frente do treino, tinha um nome bem esquisito, Fartlek. Fiquei pensando se esse tal de Fartlek seria aquele tal que vi no treino outro dia. Se for, me pareceu um sujeito bem simpático.

Enfim, me animei com a idéia de estar compartilhando da planilha de outra pessoa e, apesar da preguiça que insistia em estabelecer um sistema monárquico no meu corpo, resolvi que era hora de revolução! Ipod tocando, cabelo amarrado, músculos devidamente alongados, lá estava eu dando início ao treino do dia.

O início foi tranquilo, repleto de músicas de final de novela. Logo na primeira variação de ritmo, senti minha perna queimando e pensei que devia ser por causa do frio… Talvez da próxima seja melhor colocar um short mais comprido. Não deixei que isso me desanimasse.

Estava completando a volta no quarteirão, quando vi aquele meu vizinho gatíssimo uns cem metros na minha frente. Não importando muito com o ritmo, uma vez que meu relógio insistia em ficar apitando para me dizer que estava muito cedo para trabalhar como cronômetro naquela manhã, resolvi acelerar com estilo para, quem sabe, não ter finalmente a oportunidade de trocar um pouco mais do que duas meras palavras com aquele ser humano. Estava chegando bem perto, quando aquela música sucesso do Titanic começou a tocar no meu iPod. Diminui um pouco o ritmo, até achar uma boa música que me animasse.

Quando notei, o dito cujo tinha se destanciado de mim. Aumentei o ritmo em nova tentativa de alcance, porém, como uma larga avenida nos separava, decidi diminuir um pouco o ritmo novamente para cruzá-la com tranquilidade. Acabei o perdendo de vista, mas não deixei que isso afetasse meu treino. Logo, continuei na batalha…

Os metros finais foram de alto nível… Eu me encontrava toda descabelada, embalada por aquela música top 1 em todas as rádios do Brasil – que por sinal mal sei a letra, imaginando meu chuveiro e aquele copo de água gigante que me esperavam em casa. Inexplicável!

Depois de mais dez minutos de corrida leve e canções Good Times, fiz meu alongamento de forma caprichada e sorri com satisfação.

No momento, me sinto ótima e realizada: missão cumprida! Acho que estou super preparada para minha próxima prova!!! E, por falar nisso, gostaria de te pedir que me apresentasse esse tal de Fartlek. Vou te contar uma coisa, esse sujeito deve correr demaaaais viu. Eu não estava dando nada para esse treino de hoje, achando que ia ser moleza e logo nos primeiros minutos percebi que a moleza provalvemente tinha ficado na primeira esquina do percurso.

Frequência cardíaca: sempre um número de três algarismos, com grande variação em um certo momento (leia-se: quando vi meu vizinho)
Gasto calórico: o suficiente para comer uma boa sobremesa hoje e nos dois dias do fim de semana!
Distância total: alguns quarteirões, mais algumas voltas na lagoa… nada muito exato!

Beijos da sua aluna,
Vitória*

* O nome foi modificado a pedido da autora do post.

>> Se você também faz o seu Diário de Treino e quer compartilhá-lo conosco, envie um e-mail para bhrace@bhrace.com.br que publicaremos aqui!

Compartilhe:

Receber comentários por email
Avise-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Leticia Martini
Leticia Martini
11 anos atrás

Cara colega, adorei o relato do seu treino.
Apesar da preguiça nossa de cada dia, uma verdade é certa: sempre vale a pena! Quando estou meio desmotivada lembro de alguns incentivos: chocolate sem culpa, biquini de lacinho no verão, e melhorar o desempenho para ultrapassar aquela corredora que vive me esnobando…
Abraço e bons treinos!
Leticia

Mari Dornelas
11 anos atrás

Querida atleta, Isso sim é que é percepção de esforço à flor da pele! Só para constar, o nosso “querido” Fartlek, visto por todos os atletas, que segue presente nas planilhas, das mais leves às mais pesadas, é um tipo de TREINO COM VARIAÇÃO DE INTENSIDADE. Sua principal característica é a melhora do condicionamento físico, dando ao aluno a capacidade de realizar períodos de esforço e de manutenção durante um volume maior de treinamento. Veja que é um “cara” de altos e baixos e altos novamente, e baixos… Mas caso queiram posso lhes apresentar alguns com “personalidade” mais forte ou… Read more »

Vamos Treinar?

Conheça o treinamento online BHRace. Corra onde e quando quiser, com orientação profissional.