Blog

05/12/2017

Relato sobre a VIP 2017 – Frederico Moura

Fala corredor

Atleta: Frederico Luiz de Carvalho Moura.

Treinador: Sidnei Rodrigo.

 

Tempo na VIP 2017: 1h 29min 21s.

Pace médio na VIP 2017: 4’57″/km.

 

Como foram os treinos para a VIP 2017?

A programação para a VIP 2017 começou na verdade um ano antes da prova, quando no ano passado decidi, com auxílio do meu treinador, não fazer a VIP 2016, pois não tinha a rodagem suficiente e isso poderia trazer algum risco.

A partir daí foi feita a programação das provas de 2017, onde o objetivo era fechar o ano participando da prova mais tradicional da cidade, mesmo não sendo a mais longa. Passar dos 10km em uma prova para mim parecia algo improvável quando comecei a correr, mas aceitei o desafio. A partir daí então foram 3 provas no ano de 2017, 10km no Circuito das Estações Outono (52’42”-5’16”/km), Meia Maratona de BH (1:53’43”-5’23”/km) e Asics Golden Run (1:48’42”-5’08”/km), a evolução estava aparecendo.

Faltava então a VIP 2017 para fechar o ano, minha estreia na prova, e com um objetivo traçado, tentar fechar os 18km abaixo dos 5’00”/km. E no final…meta alcançada!

 

Como é treinar na BHRace?

A maioria das pessoas pensa que para correr basta colocar o tênis no pé e sair para rua que vai dar tudo certo e confesso que isso não é muito diferente do que eu pensava até conhecer a BHRace. O diferencial da BHRace é que todo acompanhamento é feito com muito profissionalismo e de forma personalizada para se adequar às particularidades de cada atleta, seja pelo sistema de treinos online ou pelos de treinos presenciais.

Meu treinador acompanha de perto toda sua evolução e me auxilia em todas as dúvidas e inseguranças que naturalmente surgem durante a preparação para alcançar o meu objetivo. Hoje vejo que treinar em uma assessoria de corrida é fundamental para quem quer evoluir na corrida, seja para traçar objetivos quanto na prescrição dos treinos para chegar lá.

 

Qual sua próxima meta de corrida?

Todas as provas que participei até hoje foram em Belo Horizonte, onde existem provas já tradicionais como a Volta Internacional da Pampulha e a Meia Maratona de BH, mas o calendário não contempla tantas opções de provas como em outras cidades.

Minha meta para 2018 é estrear em uma prova fora de BH para entender como é viajar e correr. Minha primeira experiência vai ser na Meia Maratona do Rio em junho, para quem sabe então pensar em correr meus primeiros 42.195m. Vamos que vamos…

 

Gostou da história do Fred sobre sua primeira Volta Internacional da Pampulha? Deixe nos comentários as suas experiências em relação a essa prova!

 

Vamos Treinar?

Conheça o treinamento online BHRace. Corra onde e quando quiser, com orientação profissional.


Deixe seu email e receba nossa news