Blog

04/10/2017

Longevidade em provas de longas distâncias

Maratona, Post da Nagai

Quando o mês de outubro se inicia, já sabemos que três quartos do ano já se foram e a partir daí tudo passa voando. A proximidade com final de ano fica mais evidente quando entramos no ciclo de preparação para a Volta da Pampulha, onde sentimos o acúmulo de stress da rotina, sono e aquela falta de vontade em persistir na dieta que você seguiu boa parte dos meses…

Pensando nessa falta de motivação que já me vi em alguns momentos, selecionei dois bons exemplos de longevidade nas corridas de longa distância, mesmo com adversidades (envelhecimento, conciliação com trabalho e treino).

 

Longevidade e alta performance passada para os filhos.

 

Joan Benoit Samuelson é primeira campeã olímpica em Los Angeles 1984, quando o evento da maratona feminina foi definitivamente incorporado às Olimpíadas.

Joan não tinha o favoritismo da norueguesa Grete Waitz, mas foi confiante desgarrando do primeiro pelotão desde o início da prova em um ritmo bem agressivo para as condições nada favoráveis de temperatura e umidade. Seu melhor tempo nos 42,195 km é 2:21:21 em Chicago 1985 (na época, recorde americano na distância).

Não se pode classificá-la como “ex-atleta” uma vez que ela nunca parou, continuou pelo contrário muito competitiva terminando uma maratona com tempo abaixo de duas horas e cinquenta minutos aos 50 anos e a marca de 2:50:33 aos 55 anos de idade.

 

Na foto, Joan atualmente competindo em categoria master (à esquerda) e Joan nas Olímpiadas de 1984 (à direita).

 

Na melhor idade, 60 anos, a atleta disputa a Maratona de Chicago no dia 08 de outubro, buscando sub 3h que seria suficiente para bater o recorde na sua faixa etária de 3:01:30 da atleta neo-zelandesa Bernie Portenski.

O talento e interesse nas longas distâncias foi transmitido aos seus filhos Anders e Abby. Em 2014, o filho estreiou em sua primeira maratona com ótimo tempo de 2:50:01; a mãe (Joan, 56 anos) terminou quase 2 minutos depois e a filha Abby, 3:15:49. Quem tem uma mãe com capacidade de correr forte contigo no dia da prova?

Joan é a prova de que é possível ter uma carreira longeva no atletismo seja em participações em provas como também, treinando atletas e como embaixadora do esporte.

 

Amador com 10 maratonas por ano e marcas incríveis.

 

Yuki Kawauchi é um maratonista amador notório pela quantidade de eventos que participa anualmente e por ser capaz de atingir índices qualificatórios em eventos profissionais da IAAF (Federação Internacional de Atletismo).

Mantém sua profissão e por ser concursado do governo (40h semanais de trabalho), recusa prêmios por aparição em eventos e patrocínios, não tem treinador e nem agente.

Sua mãe conduzia de maneira firme seus treinos em uma pista, na qual o garoto de apenas 7 anos tinha de dar voltas cronometradas pela mãe e as séries apenas terminavam quando ele melhorava o tempo. Se essa educação era rídiga demais ou não, esta pelo menos não o traumatizou a ponto de desisitir do esporte. Inclusive, Yuki credita seu sucesso a sua mãe.

 

 

Na foto, Yuki em seu trabalho como servidor público (à esquerda) e no Mundial de Atletismo de Moscou de 2013 (à direita).

 

O rapaz já treina há mais de duas décadas e chegou a fazer cerca de 11 a 13 maratonas por ano, enquanto maratonistas profissionais fazem cerca de duas participações no ano. Em julho, fez sua 70a maratona, sendo 48 provas abaixo de duas horas e quinze minutos (14 delas abaixo de 2:10).

Seu recorde pessoal é 2:08:14 (Seul 2013). Desde 2011, seus tempos nos 42, 195 km tem variado entre seu recorde até 2:12:13 (o melhor brasileiro na maratona das Olimpíadas do Rio finalizou a prova 1 minuto acima deste tempo).

Representou o Japão pela terceira vez no último Mundial de atletismo em Londres.

No Japão, é reverenciado por demonstrar  perseverança, uma qualidade muito admirada na cultura  nipônica e principalmente pelos cidadãos “comuns” facilmente se verem nele, acreditarem que podem chegar num nível excelente mesmo com suas profissões e sendo amador.

Para felicidade dos fãs, Yuki Kawauchi declarou que pretende continuar treinando pra maratonas até uma idade bem avançada.

 

Vamos Treinar?

Conheça o treinamento online BHRace. Corra onde e quando quiser, com orientação profissional.


Deixe seu email e receba nossa news